Casa
Grant

F
I
C
H
A

T
É
C
N
I
C
A

Memória

O desejo do cliente era reformar uma pequena residência de verão que fez parte da história da família por gerações. O terreno estava abaixo da cota da rua e trazia um histórico de alagamentos, também as condições dos materiais eram muito precárias para se buscar o aproveitamento parcial. A partir de uma avaliação clara sobre os restritos benefícios de uma reforma para o caso, o desejo do arquiteto de elevar o nível de assentamento da casa no lote ganhou força e a decisão pela demolição e construção de uma casa nova foi tomada.

O projeto busca trazer para o interior da residência a incrível atmosfera de uma pequena e encantadora praia de Santa Catarina que é contornada pelo mar e por exuberante topografia coberta por mata verde. Buscou-se as melhores visuais, insolação adequada e a circulação cruzada da brisa do mar, sem perder de vista a limitação orçamentária de 500 mil reais para execução da obra.

Para liberar o térreo, usou-se o conceito básico da arquitetura moderna, apoiando-se o bloco dos quartos sobre pelotis metálicos, recriando assim a varanda que abrigou as reuniões da família por décadas na antiga casa que agora será demolida para dar lugar ao novo projeto, porém entre outras questões, agora com vistas para o mar.

A estratégia de ocupação do terreno é composta basicamente pela criação de dois volumes conectados por uma circulação lateral coberta com laje jardim que permite a circulação entre blocos de forma abrigada. A edícula que abriga a parte de serviços, cozinha, jantar, tv e o quinto quarto, está separada da parte frontal da casa pela área da piscina e na sua cobertura um terraço para a horta e deck para contemplação do morro do Grant e do mar.

O sistema construtivo utilizado neste projeto é um sistema misto de lajes em concreto protendido e pilares metálicos. Este sistema permitiu a recriação da antiga varanda com apenas dois pilares centrais, como os da antiga casa, conferindo leveza e a permeabilidade visual para a área de maior convívio da casa durante os verões.

Para fortalecer a fachada frontal em um ambiente costeiro, foi projetado um revestimento para envolvimento completo do volume superior com pinus autoclavado, madeira ambientalmente certificada, para que também funcione como plataforma de comunicação sobre a preocupação com a sustentabilidade que está fortemente aliada as questões de co-geração de energia solar e baixo consumo de materiais agressivos ao meio ambiente, utilizados nos princípios de todas as especificações do projeto.

O projeto foi concebido considerando que o terreno está em uma região de clima quente e temperado e ilhado entre casas de parentes e amigos que se relacionam, cruzando gerações e que cultivaram o habito da divisão do convívio. Como resultado, um projeto aberto, sem barreiras formais, onde o laser e o convívio social se misturam e se conectam diretamente a rua. 

Ficha técnica

Casa Grant